• Investe Mais

Biden pode escolher conselheiro pró-Bitcoin para sua equipe na Casa Branca

Com Joe Biden eleito presidente dos Estados Unidos, é hora de muitos ficarem de olho em como ele vai comandar o país. Ao que tudo indica, Biden terá um conselheiro financeiro que tem opinião positiva às Criptomoedas.


De acordo com um relatório do Wall Street Jornal, Joe Biden pode escolher Gary Gensler como um dos conselheiros para planejamento e supervisão de Wall Street, com o objetivo de criar uma administração para progredir com a recuperação econômica.


Gensler é uma opção não surpreendente para Biden, já que ele também foi conselheiro durante a administração de Barack Obama. Para o criptomercado essa é uma boa notícia, já que Gensler é apoiador do Bitcoin e um estudioso sobre o setor.


O possível conselheiro de Biden deu aula em cursos de Bitcoin e Blockchain no MIT, mais especificamente no foco em como essas tecnologias podem ser utilizadas para melhorar o sistema financeiro. Gensler também chegou a escrever para o Coindesk e em um de seus artigos afirmou que “O Bitcoin é o catalisador de mudanças”, mesmo considerando os problemas que a moeda enfrenta.


Com Biden confirmando a escolha de Gensler para o seu time de conselheiros é possível (mesmo que seja algo distante) que uma regulamentação mais pró-criptomoedas seja aplicada no futuro.

“Criptomoedas e a tecnologia de blockchain já trouxeram mudanças de verdade e vão continuar trazendo mais.”

Novo governo pode ser mais ativo em relação a criptomoedas?


Com Trump a caminho de sair da Casa Branca, podemos ter uma administração um pouco mais proativa em relação ao criptomercado e ao Bitcoin e blockchain como um todo. O atual presidente dos EUA, Donald Trump, já expressou (de forma errada) muitas vezes o quanto ele não gosta do Bitcoin.


“Eu não sou um grande fã do Bitcoin ou outras criptomoedas que não são dinheiro de verdade, e o valor é altamente volátil e é baseado em nada. Criptoativos Não Regulados podem facilitar comportamentos ilegais, incluindo tráfico de drogas e outras atividades ilegais.”


Claro, Gensler não é especialista apenas em criptomoedas, já que ele é um veterano de Wall Street, tendo atuado por 20 anos no Goldman Sachs durante as décadas de 80 e 90, antes de ser escolhido como Secretário Assistente do Tesouro durante a administração de Bill Clinton.


Vale lembrar que essa não é a única ligação da campanha de Biden com o criptomercado, já que uma corretora chegou a doar mais de US$ 5 milhões para o democrata.


Fonte: livecoins

1 visualização0 comentário