• Investe Mais

Derivativos de criptoativos crescem mais de 300% em 3 anos

O mercado de derivativos de criptoativos teve crescimento vertiginoso desde 2017. De fato, ele cresceu cerca de 300% desde 2017.


A informação veio de um relatório recente exchange Kraken. Intitulado “The Tail Wags the Dog: An Evolution of Bitcoin Futures“.


Segundo o documento:

“Os derivativos têm agora pelo menos 4,6 vezes o tamanho do volume dos mercados à vista (spot). E segundo a Kraken, essa tendência provavelmente continuará”.

O mercado spot negocia Bitcoin à taxa de mercado vigente. Já os derivativos são produtos de negociação em bolsas. Eles atuam essencialmente como apostas no preço futuro do Bitcoin.


Demanda anual cresceu exponencialmente

A demanda por derivativos de criptoativos aumentou nos últimos anos. Com isso, plataformas nativas (como a BitMEX) cresceram, enquanto exchanges como a Binance criaram seus próprios derivativos.

“O início foi com a Crypto Facilities, BitMEX, Deribit, BitVC (agora HuobiDM) e OKCoin (agora OKEx). Com a entrada de operadores tradicionais como CME e CBOE em 2017, o mercado realmente se consolidou”, disse a Kraken.

A Chicago Mercantile Exchange (CME), adicionou futuros de Bitcoin em 2017, posteriormente adicionando a negociação de opções de Bitcoin em 2020.


A Chicago Board Options Exchange, ou CBOE, também abriu futuros de BTC em 2017, embora a entidade tenha fechado o referido produto em 2019.


O mercado à vista caiu desde a alta histórica de 2017, enquanto o comércio de derivativos ganhou destaque. Entre 2017 e o início de 2018, o mercado saiu de US$ 58 bilhões (R$ 156 bilhões) para US$ 507 bilhões (R$ 2,8 trilhões).