• Investe Mais

FURNAS busca solução em blockchain para o setor elétrico

A FURNAS, empresa brasileira vinculada ao Ministério de Minas e Energia, abriu um edital para o Programa de Pesquisa e Desenvolvimento FURNAS 2020. E a blockchain é uma das principais áreas de interesse da empresa.


Assim, de acordo com o edital, publicado em 27 de julho, a companhia está buscando especificamente por “Aplicações Blockchain para Geradoras e Transmissoras o Setor Elétrico”.


No total, são 33 temas de áreas listadas no edital. As demandas incluem, além da blockchain, fontes alternativas de geração de energia elétrica, inteligência e segurança operacional e inteligência artificial.

“As demandas do edital são resultado de prospecção interna. As propostas escolhidas serão aquelas que atenderem as necessidades de FURNAS, de forma inovadora, colaborativa e sustentável”, afirmou a Superintendente de Estudos de Mercado e Inovações, Fabiana Teixeira. 

Teixeira ainda pontuou que a chamada vai resultar em projetos cada vez mais relevantes para a empresa, para a sociedade e para o setor elétrico.

O processo é destinado a instituições que possuem atribuições relacionadas à Pesquisa e Desenvolvimento. Também é preciso ter competência e atuação comprovadas no tema da demanda selecionada.


Aplicações em blockchain


Segundo o anexo do edital, o objetivo nesse âmbito é desenvolver modelos de aplicações da tecnologia Blockchain. Logo, essas soluções serão direcionadas para companhias Geradoras e Transmissoras do Setor Elétrico.


Em particular, o documento destaca as operações do Sistema Integrado Nacional (SIN).

Além disso, o projeto deverá propor uma modelagem específica para o Sistema de Medição de Faturamento. Assim, tornando viável o compartilhamento das informações dos medidores e servidores.

Por outro lado, projeto também deverá abordar modelos de extensões de usos para outras aplicações, como de Contratos Inteligentes.

“O desenvolvimento de aplicações desse tipo acompanhará a modernização da legislação vigente, que tornará mais flexível o mercado energético”, diz o edital.

Resultado em dezembro


As propostas podem ser submetidas à primeira avaliação até o dia 11 de setembro. 

Em seguida, após a análise técnica e de Compliance das propostas, o resultado final será divulgado a partir de 10 de dezembro.


Fonte: criptofacil

5 visualizações0 comentário