• Investe Mais

Futuros de bitcoin crescem conforme investidores institucionais buscam proteção contra a inflação

Os investidores institucionais estão se tornando cada vez mais interessados no Bitcoin - possivelmente devido a preocupações sobre o que acontecerá com o poder de compra das moedas fiduciárias, dizem os especialistas

O interesse nos futuros de Bitcoin da Chicago Mercantile Exchange (CME) segue crescendo, demonstrando um maior envolvimento de investidores institucionais que anteriormente eram cautelosos com o ativo devido à sua volatilidade e outros riscos.


No momento, a bolsa de futuros de Bitcoin CME regulamentada pela CFTC é o terceiro maior mercado de futuros de Bitcoin em número de contratos abertos, de acordo com dados do site de análise Skew. A quantidade de contratos em aberto no CME atingiu uma nova alta de US$ 841 milhões no início da semana. Os números mais recentes – de ontem – apontam para US$ 800 milhões.


Os contratos de futuros permitem que os negociantes comprem e vendam um ativo a um preço predeterminado no futuro. No caso dos futuros de Bitcoin, os investidores podem especular sobre o preço da moeda sem realmente comprar o próprio Bitcoin.


Bolsas não regulamentadas – como BitMEX ou Binance – aindalideram o mercado e atraem mais investidores do que empresas como a CME. Mas os últimos números da Skew mostram que as bolsas regulamentadas estão ganhando espaço rapidamente.

Fonte: Skew

Uma possível razão para o crescente interesse nos futuros de bitcoin da CME poderia ser a recente depreciação do dólar, disse o analista da eToro Simon Peters ao Decrypt.

“Um número crescente de investidores institucionais apóia o Bitcoin como uma proteção potencial contra a inflação”, disse ele.


Charles Bovaird, vice-presidente de conteúdo da Quantum Economics, também concordou: “O open interest na negociação de futuros de Bitcoin na CME ultrapassou US$ 800 milhões no início desta semana, representando um aumento de mais de 100% em relação aos US$ 365 milhões em julho. Este desenvolvimento é um forte sinal da crescente demanda de investidores institucionais.”


“Quanto ao motivo de eles estarem mais interessados ​​do que antes, sinto que os ativos digitais e a tecnologia de blockchain estão se tornando cada vez mais populares. Governos em todo o mundo estão trabalhando para criar moedas digitais do banco central, um desenvolvimento que foi acelerado pelo projeto da Libra e a visibilidade que ele gerou.”


Bovaird acrescentou que “a impressão generalizada de dinheiro dos bancos centrais do mundo” também é um fator. “Se todas as coisas forem iguais, ter mais unidades de uma moeda (como o dólar dos EUA) perseguindo o mesmo número de bens e serviços irá alimentar a inflação”, disse ele.


Fonte: PortaldoBitcoin