• Investe Mais

Mercado de opções apontam para bitcoin a US$ 20.000 até março de 2021

O mercado de opções de bitcoin listadas na CME (Chicago Mercantile Exchange) disparou repentinamente com apostas otimistas de preço. De acordo com a empresa de análise de dados Skew, foram negociados US$ 48 milhões de opções durante o dia. O número indica um aumento de 300% em relação ao dia anterior.


“As opções do CME tiveram uma sessão forte e o aumento no volume foi principalmente devido ao aumento da atividade nas opções de compra”, disse o CEO da Skew, Emmanuel Goh.


As opções representam um contrato que dá ao titular o direito vender ou comprar futuramente um determinado ativo por um preço pré-estabelecido em uma data futura. Esse tipo de negociação pode trazer uma proteção contra oscilações repentinas de preço, ao mesmo tempo, as opções ajudam a diminuir a volatilidade do ativo negociado.


Em alguns países como Argentina e Venezuela o bitcoin já ultrapassou às máximas de 2017, no Brasil estamos muito próximos disso ocorrer. Os investidores acreditam que os US$ 16.000 deverão ser uma resistência forte para o final de 2020 e que ela provavelmente deve ser rompida somente em 2021.


O ano de 2020 marcou o início da entrada de investidores institucionais no mercado de criptomoedas, com empresas como a MicroStrategy e fundos de investimento alocando parte dos seus recursos em bitcoin. A crescente impressão de moeda por parte dos bancos centrais parece estar incentivando a entrada de novos investidores no mercado que pretendem se proteger de uma possível inflação.


Fonte: cointimes