• Investe Mais

Moeda digital chinesa terá carteira física e limite de uso

O Yuan Digital está em seu estágio final de desenvolvimento, já passando pelos testes iniciais em regiões de grande circulação monetária.


Apesar do lançamento aguardado, a moeda de Banco Central (CBDC) da China pode ser lançada também com uma carteira hardware para guardar os ativos digitais e também monitorar as transações.


O China Construction Bank (CCB), um dos quatro maiores bancos estatais do país asiático, abriu um serviço de carteira para que os usuários públicos dentro do aplicativo mobile possam testar o Yuan Digital (DC/EP).


O aplicativo, no entanto, ficou ativado por um tempo limitado antes de ser desativado por causa do alto volume de usuários, algo que os servidores do aplicativo não estavam prontos para aguentar.


Carteira do Yuan Digital pode funcionar com sistema de camadas


As carteiras poderão ser adquiridas através de requerimentos por parte dos clientes. O dispositivo terá funções básicas, como pagamentos, depósitos e saques das contas bancarias, além de transações entre as carteiras. Vale ressaltar que os termos citam um tipo de funcionamento por níveis, ou por camadas.


Esse sistema pode potencialmente servir como uma forma de limitar a quantidade de Yuan Digital que algum cidadão pode guardar em sua carteira.


Usuários nível 2 do CD/EP poderiam manter um saldo de no máximo 10.000 Yuan (R$ 7,9 mil.

O limite por transação seria de menos de 5.000 Yuan e gastos anuais não poderiam ultrapassar 300 mil Yuan.