• Investe Mais

Record denuncia pirâmide que lesou mais de 600 pessoas

Uma reportagem da TV Record, denunciou um suposto esquema de pirâmide financeira liderada por dois irmãos de Natal, no Rio Grande do Norte.


Segundo a reportagem, Pedro Henrique Oliveira da Silva Medeiros e o irmão Leonardo Oliveira de Medeiros lesaram mais de 600 pessoas em todo o país com o esquema.


FoxTrader X

A suposta pirâmide era a FoxTrader X. A empresa tinha sede em Natal, embora os líderes tenham informado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que ela era sediada em Dubai.


A promessa era de 11% de juros ao mês sobre o valor investido com supostas aplicações no mercado financeiro.


Mas a promessa não se concretizou e o esquema, aberto há dois anos, foi encerrado.

“O presidente da empresa informou que estaria encerrando as atividades e … informando e passando um cronograma para eles de pagamento. Mas que não tinha datas e não chegou a ser efetivado, porque nada veio a ser cumprido daquele cronograma”, disse o advogado das vítimas, Victor Dantas.

Como informa a reportagem, esse comunicado de encerramento pegou os investidores de surpresa. Como é de se esperar, boa parte deles não foi reembolsada. Um dos investidores ouvidos pela reportagem contou que teve um prejuízo de R$ 110 mil.


Os donos não atendem às ligações e nem respondem às mensagens dos clientes lesados.


Denúncia da CVM

De acordo com a reportagem, após o esquema ter lesados centenas de clientes, a CVM enviou um parecer ao Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN). No documento, a autarquia denunciou os irmãos.


O MPRN pediu, então, a abertura de inquérito policial à Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (DECON).